Retail Design: O que é?

Retail Design: O que é?

Quando entramos em um site de compras esperamos que a experiência de compras seja tranquila e intuitiva, não? Nada de ficar perambulando demais por páginas do site que não vão nos ajudar, mas um layout visual claro, objetivo e que nos ajude a conseguir o que queremos. Agora, imagina só quando vamos a uma loja física: a experiência precisa ser tão positiva quanto, bem como agradável e também convidativa, não?

image1.jpg

Bar dos Arcos – São Paulo – Na imagem mostra uma piscina de bolinhas para os clientes entrarem e se divertirem, enquanto tomam bons drinks;

image5.jpg

Bar dos Arcos – São Paulo – Na imagem mostra bancada iluminada para pessoas dividirem, conhecerem novas pessoas e ter a experiência de tomar drinks diferentes com um bom papo;

Pois bem, o Marketing Digital e o UX Design nos ajudam a deixar o espaço virtual atrativo e assertivo, e o Retail Design, também conhecido como Design de Varejo, cumpre essa função quando estamos falando do físico.

O Retail Design é o que possibilita que um consumidor tenha uma experiência marcante quando entra em um ponto de venda. É ele que ajuda a pensar o ponto de uma maneira que tudo se comunique e harmonize bem: a iluminação, a disposição dos produtos e a comunicação visual.

A ideia é passar em cada detalhe uma sensação de conforto, de segurança e de funcionalidade/praticidade. É este arranjo que facilitará para que a jornada do consumidor flua conforme o esperado.

E, em tempos que a experiência do consumidor ganha cada vez mais espaço nas lojas virtuais, as físicas precisam se destacar e ver maneiras de atrair e fidelizar consumidores.

Um dos exemplos das mudanças vistas no design de espaços físicos é o Méqui 1000, uma loja do MC Donald’s na Avenida Paulista, que disponibiliza espaços instagramáveis e uma experiência diferente que os demais estabelecimentos da rede. É o caso também da primeira loja de Kit Kat, que inovou no layout e na experiência oferecida, proporcionando aos clientes possibilidades que a internet não ofereceria.

image2.jpg

Méqui 1000, loja do MC Donald’s na Avenida Paulista

image3.jpg

Primeira loja Conceito KitKat – São Paulo

Criar espaços que sejam um bom cenário para redes sociais é uma das chaves para quem quer atrair essa geração que adora cenários icônicos e versáteis.

Quem também foi além e buscou inovar para atrair gente nova foi a Nike, quando criou um skate park temporário no Brooklyn, em Nova York. O espaço era aberto e possibilitava não apenas que as pessoas andassem de skate, bem como testassem o aplicativo da Nike e os novos produtos.

image6.jpg

Imagem: Pinterest

E, essa interação com aplicativo mostra também o que muitas lojas já tem entendido nesta pandemia: o espaço virtual também é tão fundamental quanto, mas é possível criar uma boa interação entre eles e proporcionar diferentes jornadas em cada um.

Um exemplo é Amaro Fashion, uma loja de roupas que começou online e posteriormente abriu pontos físicos que visam facilitar a compra do produto: a pessoa experimenta a roupa, compra pelo aplicativo e recebe em casa.

image4.jpg

Revista Exame

E como deixar sua loja cada vez mais atrativa? O aconselhado é procurar um arquiteto ou designer de interiores para que, juntos, possam construir algo que seja bom para você e para seu público.